Conservantes

Os produtos cosméticos apresentam em sua composição substâncias ativas e excipientes. Alguns excipientes são responsáveis por garantir a estabilidade da formulação, como os conservantes, que quando adicionados são capazes de aumentar a vida útil do produto final, mantendo o nível de fungos e bactérias dentro dos limites estabelecidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) de acordo com a resolução Nº 481 de 23 de setembro de 1999.

(mais…)

Repelentes cosméticos

O Brasil, por ser um país tropical, possui uma grande diversidade de insetos transmissores de doenças infecciosas, como o Aedes aegypti que pode transmitir a zika, dengue e chikungunya. Tais infecções representam uma preocupação para a saúde pública devido a variedade de doenças que podem ser transmitidas pelo mesmo vetor e pela gravidade que pode ser desenvolvida pela infecção. Portanto, o uso de repelentes se faz necessário tanto para reduzir o risco de transmissão de inúmeras doenças infecciosas quanto para diminuir as reações imunoalérgicas resultantes da picada de artrópodes.

(mais…)

Beleza de dentro para fora

A cada dia a indústria busca desenvolver novos produtos que, além de proporcionar uma melhora estética de forma fácil e adequada, também tem o intuito de garantir a saúde e melhora nutricional de pessoas que possuem má alimentação. Esses produtos são chamados de nutracêuticos (resultado da junção das indústrias de alimentos e medicamentos) e nutricosméticos (resultado da junção das indústrias de alimentos e cosméticos).

(mais…)

Bronzeamento Artificial

O bronzeamento natural realizado por meio da exposição ao sol é um hábito frequente no Brasil e se caracteriza pela pigmentação da pele gerada pela produção de melanina. No entanto, a exposição crônica ou excessiva ao sol pode acarretar em danos na pele, tais como queimaduras, manchas de pele, fotoenvelhecimento e até mesmo aumentar o risco do desenvolvimento de câncer de pele. Cabe ressaltar que nem todas as pessoas têm a mesma capacidade de bronzeamento e de desenvolver queimaduras solares (eritema).

(mais…)

Ácidos utilizados nos Cuidados da Pele

Com o maior interesse em cuidar da pele, o uso de ácidos com a finalidade de esfoliação química em formulações cosméticas também aumentou. A esfoliação química tem como finalidades principais: clarear de manchas, tratar da acne vulgar, melhorar aspecto e textura da pele e amenizar os sinais de envelhecimento.

Em consultório os procedimentos de peeling com ácidos em elevada concentração, como por exemplo, glicólico, mandélico, pirúvico, retinóico, salicílico, tioglicólico, tricloroacético, são aplicados por profissionais habilitados. Nessa matéria apresentaremos apenas os ácidos que podem ser encontrados em menor concentração em Produtos cosméticos para Cuidados com a pele (Home care) que geralmente são aplicados no rosto e pescoço.

(mais…)

Pigmentos & Corantes

A utilização de corantes no Brasil iniciou-se há muitos anos com o uso do corante vermelho obtido por meio do pau-brasil e com o passar dos anos, aumentou-se a procura por estes compostos nas indústrias brasileiras. A indústria normalmente recebe pigmentos e corantes em forma de pó, para então fazer a moagem, dispersão ou dissolução do material até o ponto desejado. Corantes e pigmentos também podem ser adquiridos pré-dispersos e prontos para o uso – na forma líquida ou em pasta –, já beneficiados com aditivos, estabilizantes e outros componentes. Por isso, sabemos que corantes e pigmentos são materiais determinantes nas características finais de um produto e, consequentemente, na sensação de beleza causada pelo uso de um cosmético e no sucesso do mesmo.

(mais…)
Skip to content